segunda-feira, junho 06, 2011

Chalé de Montanha

Eu só quero no inverno 
Estar num chalé da montanha
O cheiro de chocolate invadindo os cômodos
E a chuva que acompanha.

Duas canecas sobre a mesa de centro
Algumas revistas velhas
E jornais
Fora isso, nada mais.

Já é tarde
São quase seis
Estamos aqui há tanto tempo
Faz quase um mês.

O calendário aqui não existe
Nem dias, nem horas
Cálculo mental o meu
Só o amor resiste.

Uso um vestido polka dot
Que contrasta à tua pele nua a me abraçar
E ficamos aqui olhando pela janela
Vendo o tempo passar.

Se cansamos, deitamos no tapete ao lado da lareira
Conversamos por horas, a noite inteira
Olhando pro teto, divagando devagar...
E depois de tudo, faremos amor até o dia clarear.

(Misunderstood)

5 comentários:

Caroline Vespa disse...

A-D-O-R-E-I
é vc mesm quem escreveu? Se foi vc tem muito talento
bjsss

Millena Blogueira disse...

A poesia me fez lembrar de Campos do Jordão.
Primeira vez no seu blog e gostei.

Vitor Jacob e Eric Souza disse...

muito boa a poesia. e essa musica que estava escutando é muito linda

@der_werwolf disse...

Parabéns pelo blog, vi algumas postagens e você escreve muito bem aliás os dois :D. Abraços e beijos da equipe Heavens Will burn! Seguindo esperando novidades :D

Francorebel disse...

Ótimas descrições, me emocionei de verdade.

(Perdi um comentário enorme.... mas, resumindo, é isso o que eu disse, basicamente...)


Abraços!


F.

Postar um comentário